Número total de visualizações de página

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Dias Abertos no Liceu Camões

Nos dias 12 e 13 de Maio foram os dias abertos no Camões, em que cada área "mostrava o que valia" à escola. As outras áreas mostraram coisas muito interessantes e alguma interacção, mas sem querendo ser convencida...a nossa turma "bombou" hehe
Aqui estão as provas:


segunda-feira, 2 de maio de 2011

Queda de granizo!!!

Bin Laden morreu!!!

Barack Obama confirmou que o líder da Al-Qaeda terá sido morto numa operação das forças norte americanas. Após muitos (demasiados) anos atrás do tipo, lá o conseguiram apanhar.
Surgiu uma foto do suposto cadáver do líder, mas vários sites dão no entanto a imagem como falsa, tratando-se apenas de uma foto já existente de Bin Laden com modificações simples em Photoshop.

Errrr...



Outdoor

Trabalho no âmbito da disciplina de Of. de Multimédia


Carmélia Jerimunda 


Maria Ofélia

Dias Abertos

Olá pessoas!
Os dias abertos estão a chegar. É já nos próximos dias 12 e 13 de Maio.
Iremos ter no âmbito de todas as áreas exposições, experiências, debates, música, teatro, etc.
Esperemos que seja do vosso agrado e que se divirtam.

http://www.facebook.com/home.php#!/photo.php?fbid=214355445246606&set=a.211490985533052.65452.194851950530289&type=1&theater

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A Mulher da Meia Noite


 A Mulher da Meia Noite é uma aparição, na forma de uma bela mulher, normalmente vestida de vermelho, mas pode ser também de branco. Alguns dizem, que é uma alma penada que não sabe que já morreu; outros afirmam que é o fantasma de uma jovem assassinada que desde então vaga sem rumo.

  Muito bela, parece uma jovem normal. Gosta de se aproximar de homens solitários nas mesas de bares nocturnos. Senta-se com eles, e logo convida-os para que a levem a casa.

 Ao chegarem ao destino, ela então diz ao acompanhante: "É aqui que eu moro...". É nesse momento que a pessoa se dá conta que está ao lado de um cemitério, e antes que diga alguma coisa, ela já desapareceu.
 Outras vezes, ela surge nas estradas desertas, pedindo boleia. Então pede ao motorista que a acompanhe até sua casa. E, mais uma vez, a pessoa só percebe que está diante do cemitério, quando ela com sua voz suave e encantadora diz: "É aqui que eu moro, não quer entrar comigo?". 

http://www.youtube.com/watch?v=BtycTtL_XMU